Skip to content

Aprenda a Revender Produtos Importados

Não é raro encontrar pessoas que desejam revender produtos importados como maneira de complementar a renda ou até mesmo com o objetivo de tornar essa sua atividade sua principal.



Entretanto, algumas dúvidas sempre ficam no caminho. A principal delas é a respeito da legalidade dessa atividade. Afinal: é ou não crime revender produtos importados?

Além disso, muitos não sabem sequer por onde começar: o que vender, que produto escolher, como escolher um fornecedor, qual a melhor maneira de revender…

Revenda de Produtos Importados
Revenda de Produtos Importados


Se alguma dessas perguntas já passou pela sua cabeça, fique atento ao artigo a seguir! Aqui contaremos tudo a respeito dessa atividade que pode ser tão lucrativa quando feita direito. Não perca!



Revender Produtos Importados: É Crime ou Não?

Muitas pessoas têm vontade de passar a revender produtos importados como uma maneira de complementar a própria renda ou até mesmo fazer dessa atividade sua ocupação principal.

Existem duas maneiras de revender produtos importados no Brasil:

Uma delas é a importação direta, em que o indivíduo escolhe o local de onde gostaria de importar os produtos (China, Estados Unidos, etc), escolhe seu fornecedor, faz a compra e espera a chegada do produto para depois vendê-lo.



Há também casos em que a pessoa viaja para o exterior, compra os produtos que deseja revender e volta com eles para o Brasil.

Na importação direta há vantagem no fato de o vendedor ter maior contato com o produto e dessa maneira poder garantir a qualidade dele, já que o conhece bem.

Além disso, a entrega também tende a acontecer de maneira mais rápida, já que o artigo já está em mãos quando o cliente efetua a compra.

A outra maneira de revender produtos importados é por meio do dropshipping, prática em que o indivíduo anuncia na Internet o produto que deseja vender sem tê-lo no estoque. Funciona assim:

Depois de exposto o produto online pelo vendedor, o cliente vê o anúncio, se interessa e faz a compra, pagando pelo item desejado.

O vendedor recebe o dinheiro, subtrai o lucro almejado e compra o artigo escolhido pelo cliente com o fornecedor do exterior, que processa e prepara o pedido para, por fim, o enviar para a casa do cliente.

Por meio do dropshipping, o vendedor não tem contato algum com a mercadoria e atua apenas como mediador. Isso faz com que economize muito, já que ele não precisa estocar nada e só faz o pedido após já ter recebido por aquele produto. Assim, além de não correr altos riscos, lucra sem gastar muito.

É evidente que há diversas maneiras de colocar o sonho de revender produtos importados em prática, porém umas das maiores dúvidas e o principal empecilho para que essas pessoas passem revender é o medo de que se trate de uma atividade ilegal.

Não é incomum deparar-se com a pergunta “é crime revender produtos importados?”.

A resposta é uma só e muito simples: NÃO. Não é ilegal revender produtos importados, a importação é uma prática comum e até mesmo necessária para a manutenção da economia do país. A revenda desses produtos só é criminalizada em dois casos específicos, que explicaremos a seguir.

No Brasil é ilegal entrar no país com mercadorias e não as declarar ou não possuir notas fiscais. Elas são chamadas de descaminho por não passarem por fiscalização e podem acarretar em punição legal.

Também é proibido em toda e qualquer circunstância importar mercadorias como cigarros e bebidas alcoólicas. O descumprimento dessa lei ocasiona crime de contrabando.

Revender Produtos Importados Para Bebê é Lucrativo?

Revender produtos importados é uma atividade que abrange inúmeros segmentos e os mais diversos públicos.

Um deles, que pode ser considerado um ótimo negócio, por sinal, é o de revenda de produtos importados para bebê.

Isso porque mães, especialmente as de primeira viagem, não costumam economizar quando o assunto é filho.

O medo dos pais de faltar alguma coisa e o fato de que bebês crescem muito rápido e precisam de roupas e acessórios novos com uma velocidade muito maior do que a dos adultos, são alguns fatores atenuantes para a revenda de produtos importados para bebês ser tão lucrativa.

A extensa gama de produtos para os pequenos confirma, opções de itens não vão faltar: roupinhas, mamadeiras, chupetas, bodies, fraudas, sapatinhos, macacões, pijamas, produtos de higiene pessoal…

Produtos Importados

Revender Cosméticos Importados, Como Começar?

A excelente qualidade de cosméticos fabricados no exterior e o destaque dado a eles na internet faz com que estes sejam muitíssimo requisitados entre as brasileiras.

Entretanto, os preços altos e abusivos e a escassez desses produtos no mercado brasileiro fazem com que essas mulheres acabem desistindo e se conformem com produtos nacionais mais baratos.

Por essas razões, a alta procura e a baixa oferta, cosméticos são uma ótima opção quando se trata de produtos importados para revender. A demanda não deixa a desejar e o investimento se torna muito lucrativo.

Porém, se você não sabe por onde começar (afinal de contas, o mercado dos cosméticos é bastante intenso)

Aqui vão algumas dicas:

  • Informe-se pela Internet a respeito dos produtos queridinhos do momento. Já teve a fase do shampoo Aussie, dos Lip balms, esmaltes craquelados… pesquise por meio das páginas de blogueiras para atingir o público alvo em cheio.
  • Faça compras em sites de lojas online que vendem por atacado. Essa é a melhor forma de encontrar sites confiáveis de produtos originais que entregam no Brasil. Comprando em maior quantidade é possível abastecer um estoque e vender à pronta entrega, o que já conquista clientes mais facilmente.

Revender Produtos Importados Pela Internet? Use as Redes Sociais a Seu Favor!

Estamos em pleno século vinte e um e a realidade é uma só: vivemos todos conectados e plugados às redes sociais. Um Facebook ali, um Instagram aqui… e boom! Já é difícil se desvencilhar do celular.

Pela internet as pessoas fazem amigos, arranjam namorados, encontram empregos e, em maior escala, fazem compras!

Isso é facilitado pelo fato de que ali se encontram todas as referências: as pessoas se inspiram e se baseiam principalmente no que veem online. Hoje em dia a maioria das tendências e modas explodem primeiro nas redes sociais.

Digital influencers, blogs especializados, canais no Youtube… todos esses cheios de conteúdo a respeito de produtos e novidades. De fato, não há, atualmente, melhor lugar para vender o peixe (ou revender produtos importados) do que na internet.

Quando o método da revenda é o do Dropshipping, então, ter um bom perfil online para gerar uma exposição cada vez maior dos itens à venda é fundamental.

Para aumentar potencialmente o número de clientes online é importante fazer algumas coisas:

      • Ter boas fotos e vídeos do produto e postá-las constantemente para que sejam vistas e chamem atenção. Uma boa iluminação, fundo bonito, qualidade de imagem fazem toda a diferença na hora da compra, até mesmo quando se trata do mesmo produto, sempre escolhemos a imagem mais bonita.
      • Ter perfis em diversas redes sociais e ser interativo com os potenciais clientes: Instagram, Twitter, Facebook, Whatsapp etc.
      • Responder rapidamente às mensagens.
      • Fazer parcerias com outros perfis
      • Realizar sorteios e promoções

Se você ainda tem dúvidas quanto a legalidade no que diz respeito à venda de produtos importados, confira esse vídeo e acesse nosso site → Como Revender